Coco do Mestre Goitá

Nascido em Ribeirão,1929, desde os 12 anos de idade o Mestre Goitá já cantava coco, ciranda, forró, quadrilha, maracatu, rancheira, samba de matuto, reizado, guerreiro, mestre de cambindas, entre outros. Saía com um pandeiro na mão a cantar coco de roda nas casas de amigos custume da época, já adulto. Eu, sendo seu filho, também já o acompanhava aos 12 anos de idade e minhas filhas me acompanham desde dos 08 anos.

Ao chegar em pontezinha no ano 1974, já havia um coco no meio da rua num pequeno palhoção. Juntou-se os dois cocos. Com a morte do Mestre Goitá em 1999, eu, seu filho, João de Goitá, assumi. Somos de raízes, mantemos a tradição do verdadeiro coco de roda com duas umbigadas e a ciranda penerada.

Hoje temos o Centro Cultural Mestre Goitá único lugar conhecido feito só para dança do coco de roda.