Mamulengo do Índio

O Mamulengo do Índio desenvolve o teatro de bonecos tradicional (mamulengo) com características e influências urbanas. Tem como fundamentação sócio-cultural, desenvolver temas sugeridos pelo contratante de acordo com a área de interesse do mesmo.

O Mamulengo do Índio já apresentou –se na maioria das cidades da região metropolitana do Grande Recife, como por exemplo: cidades como Cabo de Santo Agostinho, Ipojuca, Recife, Olinda, São Lourenço da Mata, Camaragibe, Jaboatão, dentre outras.

Pelo projeto Movimento da Agricultura, em parceria com o SESI, fez trabalhos nas regiões da Mata Sul, Agreste e Sertão, especificamente nas cidades de Gameleira, Garanhuns, Custódia, Solidão, Tabira, Santa Cruz do Capibaribe, Belém do São Francisco, Vicência, Buíque, dentre outras, totalizando vinte cidades.

Tendo como o seu representante Rinaldo Almeida (Mestre Índio), que dá vida e voz a vários personagens que compreendem: “Benedido”, “Rosinha”, “Mundico”, “Dr. Lascadinho”, o “Véio Tebei”, dentre outros personagens, cuja função é encenar o dia-a-dia do homem do povo.

Atingindo tanto o público adulto como o infantil, o mamulengo tem uma aceitação imediata dentro do inconsciente coletivo.