Cavalo Marinho Boi Pintado

Referência dessa tradição na Zona da Mata Norte/PE

O Cavalo Marinho Boi Pintado, de Aliança, foi fundado em 18 de Novembro de 1993 por Mestre Grimário. O grupo é remanescente do cavalo marinho do Mestre Batista e foi criado com a ajuda do Mestre Salustiano, do Piaba de Ouro.

O cavalo marinho é um folguedo popular originalmente do interior. É uma das brincadeiras mais complexas porque envolve música, dança, figurino e atuação. Uma apresentação completa dura nada menos que oito horas. São 22 pessoas representando 76 figuras, divididas em 73 partes.

Os personagens aparecem em várias partes da brincadeira utilizando máscaras de couro ou papelão que são feitas pelo próprio Grimário. Figuras como o Mestre Ambrósio, que vende todas as figuras, Soldado de Guarita e o Empata Samba, que prende todo mundo, compõem este folguedo tão interessante.

As danças são muito variadas, passando pelo Maguião, São Gonçalo de Amarante a até Coco. O Maguião é dançado em número ímpar e o São Gonçalo do Amarante faz uso de arcos. O Coco é a dança do encerramento.

O grupo que, por muito tempo teve como convidado Helder, ex-integrante do grupo Mestre Ambrósio, é um dos grandes representantes do cavalo marinho no Estado.