Bacamarteiros do Cabo

Armas de Matar Infelicidade

A história dos Bacamarteiros do Cabo remonta ao ano de 1870 e, passando pelo filtro de sua própria história, deixou como referência nominal a figura de Manuel Pão, pelo calibre de sua arma e pelo conseqüente estrondo. Por serem ações isoladas, não existem registros maiores senão citações sobre algumas festas e a participação desses brincantes.

Posteriormente, em 1964, a partir da reunião de imigrantes das terras áridas que lhe dera origem, o brinquedo ressurgira no litoral sul pernambucano, agora com caracteres originais que satisfaziam às exigências de uma cidade industrial. Assim surgiu o bacamarte niquelado, a equipe de primeiros socorros e uma Associação Estatutária, que davam forma diversa a das organizações camponesas.

Resistindo até nosso tempo os bacamarteiros sofrem com a negligência de nossos incautos governantes, e, com sua origem guerreira faz perdurar o gosto pelos estampidos de suas armas de matar infelicidades.

Hoje os bacamarteiros do Cabo são liderados por seu capitão Bidel.ll